Construindo um Currículo Que funciona para o Mercado de TI

Você tem 6 segundos para me convencer que devo te chamar para uma entrevista…

Por que o currículo é tão importante?

O currículo tem enfrentado as suas eras, mudanças e você, profissional de TI, não pode deixar de entender, acompanhar e se adaptar ao que o mercado pede.

A verdade é que nós estamos em tempos de um mercado de TI muito quente, onde os profissionais de TI estão sendo procurados e, para alguns, o currículo virou uma mera formalidade. Com qualquer informação largada e sem muitas intenções, já tem sido suficiente para continuar os processes e conseguir uma bela quantia de dinheiro.

Mas essa não é a situação de todos, se você está em busca da tua primeira oportunidade na carreira de TI, ou está lutando para ter as suas primeiras evoluções no mercado, o currículo é uma das ferramentas mais importantes deste processo e o motivo é muito simples: quem está nessa situação, na “base da pirâmide” enfrenta uma concorrência bem grande, ao contrário de quem já tem uma posição de sênior e hoje respira ares mais limpos.

É bom saber!

Isso quer dizer que se o seu currículo não estiver preparado para essas plataformas, você nem vai ser visto por um olho humano, esse é o seu primeiro desafio: entender e trabalhar com as plataformas.

Fica aqui as primeiras dicas para você se desvencilhar e não ficar pelo caminho nesta etapa:

  1. Evite utilizar um currículo com “duas colunas”;
  2. A pesar de sabermos que arquivos em PDF não limitam as tecnologias de OCR, algumas plataformas podem conter tecnologia mais antiga, utilize um currículo em Word, mesmo;
  3. Palavras chave são o poder! Estar pronto é muito importante, mas saber escrever o teu “pronto” através de palavras chave vai ser essencial, para isso, use a técnica de Espelhamento de Skills (vou te ensinar hoje ainda);
  4. Um currículo por vaga! As plataformas vão te dar uma afinidade para a vaga, não para as milhões de vagas existentes no mercado, então personaliza o teu currículo para aquela vaga em específico.

Pronto! Anotou? Vamos para os próximos passos.

Espelhamento de Skills

Anota essa (eu cobro para ensinar isso lá no Fábrica de Analistas, vai sair de graça aqui).

As palavras certas, as frases certas importam quando você está fazendo um currículo. E você não vai tirar isso da tua cabeça, você não vai inventar quais vão ser as frases que vão ser colocadas no teu currículo, você vai fazer aquela famosa engenharia reversa que nós de TI tanto amamos :/

Vá nas vagas que estão em aberto hoje para a posição que você quer e anote as palavras chave: os nomes das tecnologias, os requisitos e as habilidades comportamentais (soft-skills). Coloca isso em um bloco de notas que vamos utilizar daqui a pouco.

O ponto principal

A pior coisa que você pode fazer em um currículo é mentir. Acredito que nenhuma empresa valoriza essa característica, então não faça isso se você quer um emprego, aliás, evita fazer isso mesmo que tu não queira 🙂

Digo isso porque, lá do espelhamento de Skills que você acabou de fazer, vão te gerar duas ações:

  1. Forma de escrever o que eu sei: Para aquilo que você já sabe, ou seja, aquilo que você já estudou, já tem alguma experiência ou estar em desenvolvimento agora, você vai usar as mesmas palavras lá no teu currículo. Ponto pra você nos próximos processos.
  2. Os gaps de conhecimento que eu tenho: Você vai ver que te falta um bocado de coisas, e isso é bastante normal. Isso já vai ser uma grande dica sobre o que você vai ter que estudar nos teu plano de estudos.

A ordem das informações no currículo

Sim, a ordem importa. Não, você não vai seguir uma regra fixa!

Olha só, não estou dizendo que tu vai pegar os teus dados pessoais e vai jogar lá para o fim do currículo, não faz muito sentido, mas o melhor para você é você colocar no início do currículo, aquilo que tiver mais peso na tua carreira e para o tipo de vagas que você está buscando. Vou citar alguns exemplos:

  1. Se você não tem experiência profissional, mas fez um intercâmbio fora do país, destaque esse ponto, coloque depois da tua formação, por exemplo, só depois, coloque os cursos.
  2. Se você é uma pessoa que já tem experiência na área de TI, mas só tem o ensino médio, por exemplo, coloque a tua experiência antes da formação.
  3. Se as tuas experiências não são tão relevantes, mas você possui um bom currículo acadêmico, dê ênfase a isso!
  4. Você considera que tem muitos projetos relevantes com resultados bacanas? Coloque esses resultados alcançados antes do restante dos dados.

Ainda assim quer uma ordem? Faz algo mais ou menos assim:

  1. Dados Pessoais;
  2. Portfólio;
  3. Formação;
  4. Certificações;
  5. Experiências;
  6. Cursos;
  7. Línguas;

Currículo é a cereja do bolo

Vou filosofar: o currículo não tem um fim em si mesmo… Sabe porque estou dizendo isso? Se você não se desenvolver, e não estiver com a carreira direcionada, você vai ter alguns problemas:

  1. Currículo zerado: Currículo não se preenche só com experiências, informações como: conhecimentos, laboratórios, palestras, cursos, certificações, portfólio são essenciais para quem busca sua primeira oportunidade. E digo mais, isso vem antes do currículo, então não adianta enviar um currículo se o teu desenvolvimento de carreira não está legal.
  2. Direcionamento: Uma das primeiras coisas que a inteligência artificial das plataformas faz é eliminar quem não faz Espelhamento de Skills e dificultar a vida de quem não tem direcionamento de carreira. E é muito simples entender o porquê, já que as ferramentas trabalham com afinidade. Uma pessoa sem direcionamento de carreira tende a não se aprofundar em um tema antes de ir para o próximo, e isso vai te atrapalhar na construção de um currículo que tenha um melhor fit com alguma vaga específica.

Então, antes de pensar que o teu currículo é a salvação da tua empregabilidade, lembre-se de colocar ter um direcionamento para tua carreira e desenvolver as suas competências técnicas e comportamentais.

Coloque em prática!

Pior do que reprovar em um processo por um currículo ruim, é não participar de nenhum processo e perder a oportunidade de aprender com as reprovações!

Coloca essas dicas em prática hoje e experimente participar dos processos para as vagas que você almeja!

Boa sorte!

Um presente para você

Para não de te deixar sem um exemplo, escrevi um currículo de exemplo para um profissional de TI com pouca experiência. Acessa o link abaixo e deixa teu e-mail que vou te enviar esse currículo de referência!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp